Nine Inch Nails -1988

Ir em baixo

Nine Inch Nails -1988

Mensagem  PapaNJam em Ter Jul 01, 2008 11:02 am

Nine Inch Nails (abreviado como NIN) é uma banda de rock industrial, fundada em 1988 por Trent Reznor em Cleveland, Ohio. Reznor é o único membro oficial do Nine Inch Nails e permanece responsável sozinho por sua direção musical, sendo o princípal produtor, cantor, compositor e multi-instrumentista.

Os estilos musicais do NIN abrangem uma grande variedade de gêneros, enquanto retendo um som caracteristicamente intenso usando instrumentos e processos eletrônicos, com efeitos que variam entre batidas e ruídos aleatórios. Suas composições variam entre pesadas e agressivas e minimalistas e contemplativas. As canções envolvem temas como a introspecção, a auto-destruição, desespero, sexo, drogas, exclusão social, e críticas às religiões, ao consumismo e ao mundo das celebridades. Com Year Zero, passou também a dar enfoque ao lado político, alertando sobre catástrofes como o Aquecimento Global, e criticando o senso comum, a censura, o militarismo, a pobreza, entre outros.

Após gravar um novo álbum, Reznor geralmente reúne uma banda para acompanhá-lo em apresentações ao vivo; este componente ao vivo é uma entidade separada do Nine Inch Nails no estúdio de gravação.Nos palcos, NIN comumente emprega elementos visuais espetaculares para acompanhar suas performances, que frequentemente culmina com a banda destruindo instrumentos musicais.

Audiências do underground receberam calorosamente o Nine Inch Nails em seus primórdios. Diversos discos altamente influentes nos anos 90 que alcançaram vasta popularidade: muitas canções do Nine Inch Nails se tornaram sucesso nas rádios, duas gravações do NIN ganharam Grammy Awards, e a banda vendeu mais do que vinte milhões de álbuns no mundo todo, com 10.5 milhões de vendas certificadas somente nos Estados Unidos. O Nine Inch Nails é considerado um ícone da música alternativa e experimental, inclusive tendo sido listado pela Rolling Stone como 94 em sua lista de 100 maiores artistas do rock de todos os tempos em 2004. A despeito deste sucesso, a banda teve vários feudos com o lado corporativo da indústria fonográfica. Trent Reznor anunciou em 2007 que o Nine Inch Nails prosseguirá independentemente de gravadoras.

O primeiro álbum longe das gravadoras, Ghosts I-IV, foi lançado online em uma variedade de formatos físicos e digitais através do website do grupo e contém 36 faixas instrumentais numeradas, entituladas "Ghosts", em 4 divisões. Após pouco mais de dois meses, a banda lançou outro álbum, disponibilizando-o grátis na íntegra pela página oficial, chamado The Slip, podendo ser distribuído livremente sem conflito com os direitos autorais.
Primórdios

Logotipo da banda criado por Trent Reznor e Gary Talpas.Em 1987, Reznor tocou teclados com uma banda de Cleveland chamada Exotic Birds, que tinham como agente John Malm Jr. Reznor e Malm se tornaram amigos, e quando Reznor deixou o Exotic Birds para trabalhar em suas próprias músicas, Malm informalmente se tornou seu agente.[10] Reznor estava empregado na época como assistente de engenharia de som e zelador no Right Track Studios,[1] e pediu ao dono do estúdio Bart Koster por permissão para gravar algumas demos de suas próprias canções de graça durante tempo não usado do estúdio. Koster concordou, lembrando que o custava "somente um desgaste nos [seus] tape heads".[11] Enquanto juntando essas, as primeiras gravações do NIN, Reznor não conseguiu encontrar uma banda que articulasse suas canções como ele queria. Ao invés, inspirado em Prince, ele tocou todos os instrumentos sozinho exceto bateria.[12] Este papel permanece de Reznor na maior parte das gravações de estúdio da banda, apesar de ele ocasionalmente envolver outros músicos e assistentes. Em 1988, após tocar sua primeira turnê abrindo para o Skinny Puppy, as ambições de Reznor para o Nine Inch Nails eram de lançar um single de 12 polegadas em um pequeno selo europeu.[13] Várias gravadoras responderam favoravelmente ao material da demo, e Reznor assinou com a TVT Records.[1] Nove seleções das demos do Right Track foram não oficialmente lançadas em 1994 como Purest Feeling; muitas destas canções apareceriam de forma revisada em Pretty Hate Machine, de 1989.

Reznor disse em 1994 que ele criou o nome "Nine Inch Nails" porque ele "abreviava facilmente", ao invés de "qualquer significado literal".[14] Rumores com outras explicações circularam, alegando que Reznor escolheu referenciar a crucificação de Jesus com pregos de nove polegadas,[15] ou as unhas de nove polegadas de Freddy Krueger.[16] Reznor e Gary Talpas desenharam o logotipo do Nine Inch Nails, que consiste nas letras "NIN" dentro de uma margem com o segundo "N" espelhado. O logotipo apareceu pela primeira vez no vídeo de "Down in It" e foi inspirado pela tipografia de Tibor Kalman no álbum do Talking Heads, Remain in Light.[17] Talpas, um nativo de Cleveland, continuaria a fazer o design de arte do NIN até 1997.[18]
Influência
Nine Inch Nails tem influenciado muitos novos artistas, que, de acordo com Reznor, variam de "imitações genéricas" datando do sucesso inicial do NIN a bandas mais jovens ecoando seu estilo em uma "forma mais verdadeira, menos imitativa".[98] Seguindo o lançamento de The Downward Spiral, artistas do mainstream começaram a tomar conhecimento da influência do Nine Inch Nails: David Bowie comparou o impacto do NIN àquele do The Velvet Underground.[8] Em 1997, Reznor apareceu na lista da revista Time das pessoas mais influentes do ano, e a revista Spin o descreveu como "o artista mais vital na música".[99] A RIAA certificou vendas de 10.5 milhões de unidades dos álbuns da banda nos Estados Unidos,[7] que contabilizam por aproximadamente metade das vendas da banda ao redor do mundo.[6] Bob Ezrin, produtor do Kiss, Alice Cooper, Peter Gabriel e Pink Floyd, descreveu Reznor em 2007 como um "verdadeiro visionário" e aconselhou artistas aspirantes a tomar nota de sua atitude de não compromisso.[100] Durante uma rara aparição no Kerrang! Awards em Londres naquele ano, Nine Inch Nails aceitou o Kerrang! Icon, honrando a longínqua influência da banda no rock.[101
Integrantes

A banda ao vivo tocando em Munique, Alemanha, em 2007.Ver artigo principal: Performances ao vivo do Nine Inch Nails
Nine Inch Nails como uma banda ao vivo é geralmente entendida como sendo uma entidade separada de seu componente de estúdios de gravação.[2][3] Ocasionalmente, ex-membros da banda são convidados a participar no processo, mas quando não diretamente envolvidos com a gravação de novo material, a formação do Nine Inch Nails tende a mudar drasticamente entre grandes turnês. Exceto por Trent Reznor permanecendo nos vocais e guitarra, nada sobre a banda ao vivo permaneceu constante desde seu princípio. Reznor citou os longos períodos de gestação entre álbuns de estúdio como parte da razão para estas freqüentes mudanças de pessoal.[102] A encarnação da banda ao vivo em 2008 será de Reznor com Alessandro Cortini, Robin Finck, Josh Freese, e Justin Meldal-Johnsen
Álbuns de estúdio
Pretty Hate Machine (1989)
The Downward Spiral (1994)
The Fragile (1999)
With Teeth (2005)
Year Zero (2007
Website www.NIN.com

PapaNJam

Mensagens : 2854
Data de inscrição : 03/04/2008
Localização : Lisboa

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum