Beatles viviam em Roma de sexo e drogas

Ir em baixo

Beatles viviam em Roma de sexo e drogas Empty Beatles viviam em Roma de sexo e drogas

Mensagem  PapaNJam em Sab Jul 05, 2008 12:55 pm

O músico John Lennon comparou a vida dos BEATLES à decadência da Roma antiga em uma entrevista dada à revista musical Rolling Stone em 1970, que será transmitida na Grã-Bretanha pela primeira vez neste sábado.
Beatles viviam em Roma de sexo e drogas Johnle12
Segundo Lennon, assassinado há 25 anos, o circo em volta da banda era uma "Roma portátil" de dinheiro, sexo e drogas. "Todo mundo queria fazer parte", disse.

Na entrevista, ele fala sobre a imagem "de limpeza" dos quatro Beatles. "Todo mundo em volta queria que a imagem continuasse", disse ele. "Por isso que alguns estão se agarrando a ela."

"(Eles dizem) Não tire nossa Roma portátil, onde todos podemos ter nossas casas, nossos carros, nossas amantes e nossas esposas, nossas meninas no escritório e festas, bebidas e drogas."

Fotografias comprometedoras
Para o jornalista Jann Wenner, fundador da Rolling Stone e autor da entrevista concedida oito meses depois do fim dos Beatles, Lennon foi extremamente honesto. "Não há uma palavra que não seja valiosa ou interessante", disse ele.

Lennon também revelou o lado mais obscuro da banda quando estava em turnê. "Se não conseguíssemos pegar tietes, tínhamos prostitutas", revelou Lennon.

"O que viesse. Havia fotos minhas de joelho, me arrastando para fora de bordéis em Amsterdã com as pessoas dizendo: 'Bom dia, John'."

Segundo John Lennon, as fotos e outras revelações não vieram a público porque ninguém queria "um grande escândalo".

Na entrevista, o cantor também ataca seu ex-parceiro musical Paul McCartney. "Nós ficamos de saco cheio de ser os outros integrantes da banda de Paul McCartney depois que Brian Epstein (empresário da banda) morreu", disse ele.

"Paul assumiu o comando e, supostamente, nos liderou. Mas quem lidera quando estamos andando em círculos?"

"Lennon disse ainda que a parceria musical dos dois terminou "por volta de 1962, ou algo assim".

Amigos atacados
"Todo o nosso melhor trabalho, tirando os do início como I Want To Hold Your Hand, foram escritos separadamente."

Em meio à raiva, Lennon ainda demonstrou algum respeito por McCartney. "Ele é capaz de um grande trabalho e vai fazê-lo", disse Lennon sobre o ex-companheiro de banda.

O músico disse ainda que foi levado a consumir heroína por causa do tratamento que ele e sua mulher Yoko Ono receberam dos "Beatles e de seus amigos".

"Nós sofremos muito", disse ele. Nem mesmo o guitarrista dos Beatles, George Harrison, escapou da ira de Lennon.

"Ele estava trabalhando com dois compositores brilhantes e aprendeu muito com a gente", disse Lennon, que criticou o álbum de estréia de Harrison em carreira solo.

Calma pessoal
O rival Mick Jagger, dos Rolling Stones, também foi criticado por Lennon, que o chamou de "piada".

"Eu gostaria de listar o que fizemos e o que os Stones fizeram dois meses depois em todos os discos", disse ele. "O Mick imita a gente."
Beatles viviam em Roma de sexo e drogas John-110
John Lennon ainda reclamou do lado negativo de seu talento. "Não é divertido ser um gênio", disse ele, "é uma tortura".

Em um comentário mais positivo, Lennon falou sobre o contentamento que ele encontrou com Yoko Ono comparado a outros tipos de prazeres.

"Eu passei por tudo isso, e nada funciona melhor do que ter alguém que você ama para abraçá-lo."

PapaNJam

Mensagens : 2854
Data de inscrição : 03/04/2008
Localização : Lisboa

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum